19 3846.1408

7 tendências de mercado que vão revolucionar o marketing digital

16/01/2019

De acordo com o IBGE, cerca de 70% dos domicílios brasileiros encontram-se com acesso à internet. Outra pesquisa, feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), indica que 89% dos internautas realizaram pelo menos uma compra online no período de um ano.

A união desses dois dados indica uma tendência que é cada vez mais difícil de ignorar: negócios que buscam resultados positivos dependem do marketing digital, que definitivamente veio para ficar. Não é à toa que 71% das empresas já utilizam estratégias de marketing de conteúdo, por exemplo.

Ignorar a importância dessa modalidade e não acompanhar as tendências de mercado pode ser fatal para um empreendimento, que será rapidamente ultrapassado por competidores que adotam estratégias eficientes. Pensando nisso, listamos sete tendências que prometem revolucionar o marketing digital em 2019. Confira!

1. Conteúdo em vídeo

Uma pesquisa realizada pela Cisco em 2017 adiantou que, até 2020, 82% de todo o tráfego da internet será gerado por meio da utilização de vídeos. Novas tecnologias e aparelhos qualificados são responsáveis por essa tendência, já que permitem a produção de conteúdos audiovisuais com maior praticidade e menor custo.

A tendência pode ser notada se levarmos em conta recentes ações das principais redes sociais. O Instagram, bola da vez quando se fala em marketing digital, introduziu o IGTV. Trata-se de uma plataforma que permite a postagem de vídeos de longa duração e alta qualidade.

Dessa maneira, as marcas ganham mais uma possibilidade para se posicionar no mundo digital. Especialmente se conseguirem produzir conteúdos pertinentes e de qualidade, levando em consideração as características do público a ser atingido.

2. Mobile Friendly

Já notou na rua a quantidade de pessoas andando de cabeças baixas, com os celulares em mãos? O uso de smartphones e dispositivos móveis é a principal forma de acesso à internet entre brasileiros, segundo a pesquisa Tic Domicílios 2017. O que isso significa para os profissionais de marketing?

Uma conclusão bem óbvia é que, se você espera que o cliente acesse o seu conteúdo digital, é crucial que seu canal seja acessível via mobile. Não aderir a essa tendência pode significar uma enorme perda de mercado, já que empresas com conteúdo mobile friendly terão a preferência do cliente.

Afinal, se não for mobile friendly, de nada adianta que seu conteúdo seja pertinente e de qualidade. O sentimento de tentar abrir uma página no celular e esperar minutos por seu carregamento é familiar? Em caso afirmativo, você sabe a carga negativa que isso traz para a imagem da marca envolvida, certo? 

Portanto, adaptar suas mídias que sejam mais facilmente acessadas por smartphones e dispositivos móveis é essencial para manter a satisfação de seus clientes e, consequentemente, aumentar o volume de vendas.

3. Áudio Marketing

Uma pesquisa realizada para a CNDL estima que os brasileiros passam, em média, 2 horas e 28 minutos por dia no trânsito. O que você faz quando está em uma situação como essa? A maioria das pessoas recorre à conteúdos auditivos, até por motivos de segurança.

Esse comportamento é um dos motivos que estão proporcionando o crescimento do áudio marketing. Cada vez mais, torna-se difícil prender a atenção de uma pessoa por tempo suficiente para ler um texto, por menor que ele seja. Por isso, a utilização de recursos auditivos consegue solucionar o problema, já que podem ser consumidos até durante um deslocamento.

Uma das principais ferramentas de áudio marketing que vem sendo usada pelos profissionais é feita justamente para atingir pessoas que não dispõem do tempo para ler um texto. Trata-se do post narrado: simplesmente a inclusão de um áudio narrando o artigo.

Outra ferramenta poderosa do áudio marketing é o podcast. Já consolidado em terras estrangeiras, o podcast está ganhando força no Brasil. Seu uso é muito interessante para um público que passa tanto tempo procurando algo para ouvir no rádio em um engarrafamento. Além disso, os ouvintes costumam ser fiéis: eles consomem cerca de 90% de cada episódio iniciado.

4. Instagram

Como já dito ao longo do texto, o Instagram é a bola da vez. Especialmente se você visa atingir o público mais jovem, abaixo dos 30 anos. Estatísticas mostram que o uso diário da rede social cresce em ritmo acelerado — 5% por trimestre. O número é impressionante, principalmente se comparado com os do Facebook (3.14%) e do Snapchat (2.13%).

Esse crescimento levou o Instagram a alcançar a marca de 1 bilhão de usuários ativos por mês. Com a introdução da IGTV, que potencializa a produção de material audiovisual, e de funcionalidades como enquetes, stories e question stickers, a rede social mostra-se uma grande opção de investimento em marketing digital para 2019.

5. Chatbots

Sabemos que criar uma boa experiência de atendimento é fundamental para a satisfação do cliente. Um cliente satisfeito se transforma em um defensor da marca, aumentando a fidelização do consumidor e melhorando a imagem da empresa.

Mas nem sempre é fácil realizar um atendimento rápido e eficiente se você lida com diversos clientes. É aí que entram os chatbots. São atendentes virtuais que oferecem rapidez e lembram de todo o histórico do cliente, proporcionando uma experiência rápida e personalizada.

Chatbots podem ser utilizados para responder automaticamente mensagens no Facebook, chats disponíveis dentro do seu website ou até no sistema de e-mail marketing.

6. Conteúdo de qualidade

Sim, algumas coisas nunca mudam. A produção de conteúdo de qualidade segue sendo um dos pilares do marketing digital. Seja por meio de blogs, redes sociais ou qualquer outro canal, essa modalidade ainda é a principal responsável por atrair, educar e converter internautas em clientes.

Por que listamos conteúdo de qualidade nessa lista de tendências se ele já está consolidado? Simples, o conceito de qualidade muda a todo o tempo. Pense na indústria do cinema, por exemplo: filmes lançados algumas décadas atrás surpreenderam a todos com seus efeitos especiais, mas, se comparados a películas atuais, seus efeitos são simplesmente ultrapassados.

Com a evolução cada vez mais rápida da tecnologia e as mudanças constantes nas tendências digitais, é importante manter-se atualizado e produzir conteúdos com a qualidade que é exigida no mercado contemporâneo. Portanto, investimentos para melhorar a qualidade dos materiais é algo contínuo.

7. Mapeamento da jornada do consumidor

Se você trabalha com marketing digital há algum tempo, o mapeamento da jornada do consumidor é algo familiar, não é mesmo? Esse tipo de prática vem ainda mais forte nos próximos anos. Isso acontece graças ao avanço obtido no mapeamento de informações e mapeamento de dados.

Cada vez mais os consumidores esperam experiências personalizadas. O mapeamento da jornada de compra é a melhor forma de oferecer ao consumidor exatamente o que ele quer, no momento em que ele precisa e da maneira que ele prefere.

Entender o comportamento do consumidor durante a jornada de compra permite que a sua equipe de marketing identifique os motivos que levam alguém a desistir do produto ou serviço, assim como a melhor forma de abordar o perfil de cada cliente.

Ficar por dentro das tendências de mercado é sempre uma vantagem competitiva. Só assim, é possível preparar e adaptar sua estratégia de marketing para um cenário que está em constante mudança.

O marketing digital não é passageiro,. Cada vez mais mostra que veio para ficar. Compreender suas demandas e entender seu funcionamento pode fazer a diferença necessária para levar sua empresa ao sucesso.

E aí, preparado para as novas tendências de marketing digital? Que tal se aprofundar no mapeamento da jornada de compras do consumidor?

Gostou desse texto?
Compartilhe na rede
Gostou do que viu?
Fale conosco
Redes
Sociais
dê uma espiada!