O que é Search Engine Marketing (SEM) e qual é a relação com o SEO?

Tempo de leitura: 5min 32seg
O que é Search Engine Marketing (SEM) e qual é a relação com o SEO?

Fazer uma empresa prosperar em um mercado cada vez mais competitivo não é tarefa fácil. Com milhares de negócios brigando pelos mesmos consumidores, nunca foi tão importante investir em publicidade online.

Entender o que é Search Engine Marketing (SEM) é fundamental para quem busca garantir não só a sobrevivência de um empreendimento, mas também sua prosperidade.

Se você quer uma forma efetiva de promover seus produtos ou serviços e crescer no mundo online, é importante a leitura deste artigo. Vamos lá?

O que é Search Engine Marketing (SEM)?

SEM é o conjunto de práticas que objetivam divulgar um negócio por meio de bom posicionamento nas páginas de resultado das ferramentas de busca (SERP’s).

Existem dois formatos de trabalho: o pago, majoritariamente por pay-per-clicks, e o gratuito, conhecido como search engine optimization (SEO).

O funcionamento do PPC é embasado em lances nas palavras-chave buscadas pela buyer persona do negócio. Assim, quando o possível consumidor procurar por um termo do seu interesse em buscadores como o Google ou o Bing, os anúncios da empresa serão os primeiros a aparecer, junto aos resultados orgânicos exibidos na página.

Esse tipo de anúncio pode ser divulgado em diversos formatos: alguns são pequenas frases, outros aparecem como uma lista de produtos e existem aqueles que vão mais a fundo em determinado produto, trazendo informações como preço e reviews.

A maior força do investimento em posições nas ferramentas de busca é oferecer aos anunciantes a oportunidade de exibir seus anúncios para consumidores em potencial no momento exato da jornada de compra em que eles estão mais propensos ao consumo. Por esse motivo, é uma estratégia inigualável para todos os negócios que querem crescer no mundo digital de forma rápida e exponencial.

Quais são as diferenças entre SEM e SEO?

De forma geral, SEM refere-se ao conjunto de práticas realizadas no meio online para aparecer em lugar de destaque nos mecanismos de busca. Essa prática se divide em dois métodos: busca paga (anúncios) e busca orgânica (SEO).

SEO – Search Engine Optimization

São ações que visam a construção de páginas e conteúdo de extrema relevância associados a determinada palavra-chave. Assim, o site aparece organicamente nas SERP’s. Quanto maior for sua relevância, melhor será o posicionamento em sites como o Google e o Bing.

O SEO deve fazer parte de uma estratégia de marketing completa. Essa é uma parte fundamental para obter uma boa estratégia de SEM.

As principais ações de uma estratégia de SEO são:

- definir metas de otimização (geração de tráfego orgânico, impressões, conversões, links, taxa de rejeição e tempo de permanência);

- escolher as palavras-chave que devem ser ranqueadas;

- investigar a concorrência;

Não dê mais tiros no escuro. Calcule o investimento ideal em Google Ads com nossa planilha

Não dê mais tiros no escuro. Calcule o investimento ideal em Google Ads com nossa planilha

- realizar auditoria do site para identificar seu desempenho, responsividade, qualidade do conteúdo, velocidade e relevância do domínio;

publicar conteúdos otimizados com frequência e periodicidade preestabelecidas.

Como fazer uma boa campanha em canais pagos?

O principal objetivo de uma empresa que investe em anúncios nas ferramentas de busca é ter a certeza que de eles serão exibidos para a audiência mais propensa ao consumo de seus produtos ou serviços.

Para que isso ocorra é preciso estar atento às melhores práticas associadas a essa estratégia.

Invista em palavras-chave de cauda longa

Quanto mais específica for a palavra-chave escolhida para o anúncio, menor será a concorrência e maior a probabilidade de você atingir o usuário que, de fato, deseja.

Leia também: Os 10 erros mais comuns que as empresas cometem em seus sites.

Pense globalmente, aja localmente

Uma das melhores estratégias de pay-per-click ads é criar campanhas que conversem com o público específico de cada região que você quer atingir.

Digamos que você seja dono de uma imobiliária no bairro da Liberdade em São Paulo: se você criar lances para palavras-chave como “apartamento três quartos em SP” e “apartamento três quartos na Liberdade” é mais provável que o consumidor impactado pelo segundo termo seja mais propenso a fechar negócio, devido à busca ser mais específica.

Além disso, os lances para cada palavra-chave podem variar de acordo com a região desejada. Então, é recomendado criar campanhas de grande abrangência apenas para produtos que, de fato, tenham apelo em grande escala.

Cuidado com o tom de voz

É muito comum que profissionais de marketing se preocupem muito com a relevância do anúncio que será exibido nas SERP’s. De fato, essa preocupação é válida. Contudo, não se deve esquecer do que acontece após o clique na peça da campanha.

É muito importante que haja sinergia entre o conteúdo exibido e a landing page associada a ele. Já que é esta última peça que será responsável pela conversão final, seja do lead em oportunidade ou da oportunidade em cliente.

Customize os anúncios de acordo com device de busca usado

Não se esqueça de analisar o desempenho dos seus anúncios em equipamentos mobile. Mais do que ter páginas responsivas, é preciso estar atento à psicologia do consumidor que está em um desktop ou em um celular.

O usuário de um smartphone geralmente está com pressa e quer a informação rapidamente para poder agir. Já quem está em um desktop tem mais tempo e procura por informações detalhadas. As landing pages precisam levar esses pontos em consideração.

Almeje as primeiras posições nos buscadores

É muito comum querer que seu negócio apareça na primeira posição entre os anúncios patrocinados. Contudo, o comportamento do consumidor com relação a mídia paga não é o mesmo que o do tráfego orgânico.

Pesquisas mostram que as quatro primeiras posições geram excelentes resultados. Isso se deve ao fato de que os usuários não clicam em um anúncio pago apenas pela sua posição, mas sim pela relevância e afinidade com o conteúdo.

Conte com a ajuda de especialistas na sua estratégia de SEM

Estratégias de marketing digital precisam ser assertivas para gerar resultados. O mundo online está cada vez mais competitivo, e para que recursos não sejam despendidos à toa é importante ouvir quem entende do assunto.

Não deixe de procurar por agências e empresas especializadas para formular campanhas que tragam os resultados almejados.

Entender o que é Search Engine Marketing (SEM) é a melhor forma de construir estratégias que gerem bons resultados na maior plataforma de publicidade online do mundo, o Google. Um correto mix estratégico de ações que visem altas posições orgânicas e pagas nos buscadores é o caminho para fazer com que a audiência da sua empresa a encontre facilmente.

Gostou das dicas? Se você quer potencializar a conversão de oportunidades para o seu negócio e quer fazer isso no mundo online entre em contato com a gente.

Fique por dentro das novidades!
Inscreva-se e receba conteúdo sobre Marketing Digital e Vendas.

Perguntas frequentes

Qual é a principal diferença entre o SEM e o SEO?

O SEM é a estratégia de marketing que envolve o uso de anúncios pagos nos mecanismos de pesquisa, enquanto o SEO é a estratégia de otimização do conteúdo do site para melhorar a classificação nos resultados orgânicos dos mecanismos de pesquisa.

Qual é mais eficaz, SEM ou SEO?

Isso depende do objetivo da empresa e do orçamento disponível. O SEM pode fornecer resultados imediatos, enquanto o SEO pode levar mais tempo para gerar resultados, mas pode ser mais sustentável a longo prazo.

Qual o tempo de implementação entre o SEM e o SEO?

O SEM pode ser implementado rapidamente, pois os anúncios são criados e publicados em questão de minutos. Já o SEO pode levar mais tempo, pois envolve a criação de conteúdo de qualidade, otimização do site e a obtenção de links externos de qualidade.

Quanto custa investir em SEM e SEO?

O SEM envolve custos de publicidade para cada clique no anúncio, enquanto o SEO pode envolver custos de desenvolvimento de conteúdo e otimização do site. No entanto, o tráfego gerado pelo SEO é gratuito e orgânico.

O que são palavras-chave de cauda longa e como elas se relacionam com o SEM e o SEO?

As palavras-chave de cauda longa são frases mais específicas e detalhadas, com três ou mais palavras. Elas se relacionam com o SEM e o SEO, pois são menos competitivas e podem gerar tráfego mais direcionado e qualificado para um site.

Sua empresa não está conseguindo captar clientes?
Contratar uma agência de inbound marketing permite criar e implementar estratégias eficazes para atrair e engajar potenciais clientes, aumentando a visibilidade e autoridade da marca, resultando em mais leads e vendas.

Outras notícias que
você pode se interessar