19 3846.1408

5 cases de e-commerces que você precisa conhecer

03/04/2014

O e-commerce nunca esteve tão bem quanto agora e seu futuro promete ser ainda mais promissor. Para quem está começando agora ou planeja montar sua loja online nos próximos meses, o primeiro passo é um bom planejamento, escolher o nicho certo, estudar a concorrência, buscar aprender mais sobre seu negócio e acima de tudo, criar um layout funcional e usar uma tecnologia que garanta a estabilidade do seu site, principalmente quando ocorrer um grande número de acessos simultâneos, e isso pode acontecer.

Estratégias que envolvelvem inbound marketing, otimização seo, links patrocinados, redes sociais e outras também são fundamentais para o sucesso de qualquer e-commerce.

Cumprida essa etapa, o melhor a fazer é estudar os casos de sucesso de algumas marcas que deram certo. Eles têm muito a ensinar e para facilitar sua vida, escolhemos 5 “cases” que valem a pena ser estudados 

Netshoes

Criada há mais de dez anos e com mais de 500 funcionários, a Netshoes é um grande exemplo de e-commerce de sucesso focado em um nicho de mercado, artigos esportivos. A Netshoes começou com lojas físicas em São Paulo, mas depois tornou-se um gigante do comércio eletrônico brasileiro.

Além dos preços competitivos e artigos de qualidade, o sucesso da Netshoes também está na preocupação com a satisfação do cliente. Para isso ela realiza pesquisas com clientes antes de completar um mês em que adquiriram um de seus itens. Com isso a empresa pode medir a satisfação do cliente com o produto adquirido.

A empresa também é responsável pela gestão de vários times de futebol e das vendas de artigos esportivos destas marcas. 

Amazon

Impossível falar de cases de sucesso no e-commerce sem citar a gigante americana Amazon, criada por Jeff Bezos em 1995. Nessa época a internet ainda não era conhecida de boa parte dos brasileiros.

Bezos arriscou uma carreira sólida em uma famosa empresa da Wall Street para investir no comércio eletrônico em um tempo em que poucas pessoas tinham o hábito de comprar pela internet, mas sua visão estava correta, pois sua ideia de vender livros físicos pela web deu certo e a Amazon tonou-se referência neste nicho.

Quase 20 anos depois, a Amazon.com comercializa mais de 20 milhões de produtos para 160 países, com uma carteira de 50 milhões de clientes. O faturamento anual da empresa é de US$ 14.8 bilhões. A marca Amazon vale 5.41 bilhões de dólares, fazendo parte do ranking das 70 marcas mais valiosas do mundo, sem contar que é a 15ª no ranking das marcas com mais influencia no mundo. 

Ultrafarma

A Ultrafarma nasceu no mundo físico com a missão de facilitar a vida das pessoas que buscam por medicamentos mais baratos, porém de qualidade e marca. No início utilizou muito o sistema de televendas (Vendas por telefone), mas aproveitou a onda do e-commerce e criou sua farmácia online com os mesmos produtos e preços da loja física.

Além dos preços baixos, o bom atendimento e a presença constante do seu proprietário Sidney Oliveira em campanhas publicitárias foram fundamentais para alavancar as vendas e garantir o sucesso da empresa.

Há algum tempo a Ultrafarma passou a produzir e veicular seu programa de TV com nomes importantes do rádio, da música e da TV, e claro, a participação de profissionais da saúde com dicas valiosas para seus clientes. Tudo isso para fortalecer ainda mais seu e-commerce, que é exemplo de sucesso no nicho de medicamentos.

Use Huck

O apresentador global Luciano Huck é um empreendedor nato. Antes mesmo de entrar para a televisão, já era dono de muitas empresas, mas agora com o nome conhecido de todo o público, ele entrou de cabeça no mundo do e-commerce.

Sua loja online, a Use Huck, é um exemplo de sucesso. O pico de acesso já chegou a 200 mil visitas simultâneas. Ele é seguido por mais de 5 milhões de fãs no Facebook e quase 3 milhões no Twitter, o que ajudou em muito no seu e-commerce, mas ser famoso apenas não é tudo. O apresentador se preocupou em colocar à venda produtos de qualidade. Desde camisas, bonés a calças masculinas e femininas, adultos e infantis.

ViajaNet

Criada em 2009 pelos sócios Alex Todres e Bob Rosato, a ViajaNet cresceu a passos largos registrando um faturamento de  R$ 200 milhões por ano. Esse crescimento aconteceu dois anos depois de sua criação. Foi um crescimento de 260% no período.

Segundo os idealizadores, o sucesso da ViajaNet é o modelo escolhido, uma forma de negócios escalável, focado na venda de passagens aéreas para as classes C e D.

A empresa mantém dois escritórios na capital paulista e um no México. O número de funcionários passa de 200. 

Já pensou que você pode ser, no futuro, um case de e-commerce que servirá de exemplos para outros? Continue acompanhando nossas dicas no blog e contrate nossos serviços para aprimorar seu marketing digital!

Gostou desse texto?
Compartilhe na rede
Gostou do que viu?
Fale conosco
Redes
Sociais
dê uma espiada!