Gestão de tráfego: o que é, como funciona e quais as vantagens?

Gestão de tráfego: o que é, como funciona e quais as vantagens?

Você ainda não utiliza tráfego pago como uma de suas estratégias de marketing digital? Se a resposta for não, está na hora de repensar e adicionar mais essa estratégia no seu plano de ações.

Através do tráfego pago você consegue trazer mais visibilidade para o seu site, e-commerce, publicação ou página nas redes sociais. É uma forma de aumentar o número de visitas e, consequentemente, tornar a sua marca ou negócio mais conhecido. Afinal, não gerar tráfego significa não gerar potenciais clientes por meio da internet e não é isso que uma boa estratégia de marketing digital tem como objetivo.

Se você ainda tem dúvidas de como gerar tráfego, atrair ainda mais leads, aumentar sua audiência e crescer o seu negócio, leia este conteúdo até o final!

 

O que é tráfego?

Existem diferentes fontes de tráfego no marketing digital: tráfego pago, orgânico ou natural, social, de referência, direto e por e-mail marketing. Exploraremos nesse conteúdo um pouco mais sobre a gestão de tráfego pago que é uma das grandes fontes de geração de leads nas estratégias de marketing digital.

Com as mudanças constantes nos algoritmos das principais plataformas de anúncios – Google Ads e Facebook Ads –, é cada vez mais difícil manter um bom desempenho apenas através do tráfego orgânico. Criar anúncios ajuda a colocar a sua marca nos primeiros resultados dos mecanismos de busca, dando ainda mais credibilidade para o seu site.

No Google, por exemplo, os anúncios aparecem com a tag “Anúncio” antes da URL do site. Assim, ao clicar, o usuário será destinado à página que o link está atrelado.

Os usuários, por sua vez, acham os anúncios através das palavras-chave que pesquisam. Então, se o anúncio apareceu para o usuário, é porque aquela palavra-chave que ele pesquisou faz parte da configuração do anúncio.

Além dos anúncios de pesquisa no Google Ads citados acima, existem diversos outros formatos, como anúncios de rede de displays, shopping, anúncios no YouTube ou canais específicos.

Já nas redes sociais, mais especificamente no Facebook Ads, podemos configurar os anúncios de acordo com a localização, perfil do público, escolher dentre as redes sociais e seus formatos de anúncios, além de trabalhar com os públicos semelhantes que engajaram nas redes sociais.

 

Principais plataformas de tráfego pago

Dentre as principais plataformas de tráfego pago, estão:

- Google Ads;

- Facebook Ads;

- Instagram Ads;

- YouTube Ads;

- LinkedIn Ads;

- Taboola;

- Bing Ads.

 

Como funciona o tráfego pago?

O tráfego pago pode ser dividido em duas formas de pagamento, ou seja, os anúncios podem aparecer para os usuários através do Custo Por Clique, que é chamado de CPC e o Custo Por Mil Impressões, chamado de CPM.

Isso significa que o anunciante paga pelo clique de cada um dos usuários através do CPC ou ao aparecer mil vezes nos resultados de busca pelo CPM.

Além disso, é importante lembrar que a posição do seu anúncio diante dos outros anunciantes depende do lance dentro da plataforma.

Custo Por Clique: essa é a forma de tráfego pago mais indicada para quem quer realmente gerar tráfego para o seu site e atrair mais leads.

Custo Por Mil Impressões: é indicado para quem quer gerar mais visibilidade para a marca, já que os anúncios serão mostrados mais vezes. É uma boa estratégia para posicionamento de marca assim que ela é criada.

A partir da configuração dos anúncios conforme o público-alvo e objetivo da campanha, é possível alcançar os usuários da maneira correta.

 

Remarketing e o tráfego pago

Como o próprio nome já diz, o remarketing é fazer novamente o marketing para o mesmo usuário. Dessa forma, a pessoa que já demonstrou interesse no produto, será atingida novamente com o anúncio sobre o produto em questão.

Essa estratégia pode ser utilizada de diversas maneiras para gerar mais tráfego ao seu site e, mais que isso, transformar o usuário em cliente.

Uma das formas mais conhecidas de remarketing é relembrar dos itens esquecidos no carrinho de compras de um e-commerce, atraindo novamente a pessoa a visitar o site e finalizar o pedido. Essa também é uma forma de reativar os clientes que estão na sua base de contatos. Muitas marcas, inclusive, disponibilizam cupons de desconto para o cliente finalizar a compra, ou seja, dão mais um atrativo para o lead se transformar em cliente.

Segundo relatório de personalização de marketing da AgilOne, 58% das pessoas entrevistadas gostam de receber e-mails notificando que os produtos que elas visitaram no site estão em promoção e 41% dos adultos entre 25 e 34 anos gostam dos e-mails sobre abandono de carrinho.

 

Motivos para investir em tráfego pago

- Como já citado anteriormente, a tendência é que o tráfego orgânico seja cada vez mais afetado e as plataformas de anúncios priorizem apenas as marcas que investem em anúncios.

- Se destacar da concorrência, sem dúvidas, é uma das grandes vantagens. Imagine que um possível cliente pesquise uma palavra-chave no Google. Ele, sem dúvidas, irá acessar os sites que aparecem nos primeiros resultados de busca. Dificilmente algum usuário passa para a segunda ou terceira página de pesquisa. Através do tráfego pago e outras técnicas de marketing digital, como SEO e backlink, é possível se destacar no seu nicho de trabalho.

- Com o aumento de tráfego, sua empresa terá mais visitas, orçamentos, leads e, consequentemente, vendas.

- Através do tráfego pago é possível acelerar os resultados dos trabalhos de marketing digital, trazer um bom desempenho para o seu site a curto prazo e dar mais visibilidade para o seu negócio.

 

Quer saber mais? Entre em contato conosco. Contamos com uma equipe especializada em gestão de tráfego e outras estratégias de marketing digital. Se você quer transformar sua marca, está no lugar certo.

compartilhe

Outras notícias que
você pode se interessar

enviar
19 3846.1408
Vinhedo/SP
política de privacidade