19 3846.1408

Como fazer um trabalho de otimização para o meu site?

06/06/2014

Quem não quer ver sua página sendo a primeira no resultado de busca? O Google tornou-se uma mídia tão importante para o marketing quanto possuir uma versão online de sua empresa. Os usuários estão cada vez mais habituados a desistir dos muitos caracteres de uma URL, escolhendo digitar uma palavra-chave e clicar no primeiro link oferecido como resposta.

Esse novo hábito faz do SEO uma ferramenta muito importante e é bom saber que o trabalho existe também de dentro para fora: você precisa deixar seu site irresisítivel tanto para as métricas do Google quanto para seu cliente -- e estas são dicas básicas que podem ajudar muito nisso.

Dicas simples para melhorar seu rankeamento no Google

1. Quem sou eu? - Título, Descrição, URL e Tags

Nos resultados de busca, são exibidos título, descrição e URL da página, logo, essa é a primeira preocupação que você precisa ter. 

Crie um bom título, lembrando dos 70 caracteres máximos que serão mostrados, indo além do nome e inserindo também palavras-chave, de preferência em caixa alta. Na descrição (de até 155 caracteres), utilize os chamados " Call to Action " (Chame para ação) como " Veja aqui ", " Acesse " e etc. Aproveite esse espaço para utilizar sinônimos que o internauta possa utilizar na busca. Por último, escolha com cuidado o endereço de cada página descrevendo-a e evitando elementos como " & ", " ? " e espaços, que são muito comuns mas que podem parecer spams.

Quanto as tags, o Google propriamente não as utiliza mais em seu rankeamento, porém outros buscadores ainda não a aboliram. Utilize poucas palavras, todas com alto valor competitivo e de melhor ligação ao seu assunto.

2. Conteúdo é o que importa

Existem várias formas de fazer o Google compreender melhor o que está disponível em um website. A primeira delas são as tags HX (<h1>, <h2>, <h3> e etc. ), que servem para elencar títulos, sendo <h1> onde a palavra mais importante deve aparecer e, consecutivamente, as restantes.

Imagens são indispensáveis visualmente mas só podem ser lidas pelos robôs se você sinalizá-las com um nome de arquivo relevante e uma alt tag. Nesta útlima, tente não descrever o que aparece na ilustração, explicando sua função em meio ao texto e incluindo alguma de suas palavras-chave.

E claro, oferça conteúdo de qualidade! Os buscadores não vão considerar sua relevância alta sem ao menos 500 caracteres. Links internos podem ajudar no mapeamento e os externos são uma ajuda para sinalizar bom conteúdo. Finalmente, o interesse do visitante no seu site o fará permanecer por mais tempo nele e nada conta mais para seu sucesso no rankeamento que isso.

Finalmente, se o seu conteúdo é bom, ele tem altas chances de ser compartilhado em redes sociais e isso também conta muito. Insira aplicativos que facilitem esse compartilhamento.

3. Velocidade - Quanto mais rápido melhor

Já reparou em como todos os produtos do Google possuem uma interface simples e prática? Ele quer o mesmo de você. Aos poucos, o buscador também está priorizando páginas que demoram menos tempo para carregar. Além disso, usuários tendem a desistir de páginas lentas.

Nesse momento, lembre da regra básica: o tempo que alguém permanece em sua página é convertida em relevância para ela. Elimine elementos desnecessários, otimize imagens e códigos que possam te ajudar nisso.

E você, conhece outra dica de otimização para o seu site? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Gostou desse texto?
Compartilhe na rede
Gostou do que viu?
Fale conosco
Redes
Sociais
dê uma espiada!