Google Analytics 4: saiba tudo sobre a atualização

Tempo de leitura: 4min 26seg
Google Analytics 4: saiba tudo sobre a atualização

Você sabia que a partir de julho de 2023 não teremos mais o Google Analytics Universal? Esse é o tempo que o seu negócio tem para começar a utilizar a nova versão da ferramenta: o Google Analytics 4, também conhecido por GA4.

Essa nova versão foi lançada em 2020 e tem como objetivo melhorar o monitoramento de tráfego dos sites e apps, além de se adequar melhor à legislação, levando em consideração, principalmente, o consumidor.

A forma de captação do Google é baseada em propriedades. Com essa mudança para o GA4, o Google passa a utilizar uma nova propriedade que realiza a coleta de dados de forma diferente, sempre com base nas leis de privacidade, como GDPR e CCPA.

Quer saber mais? Confira o conteúdo completo!

 

O que é o Google Analytics 4?

Segundo o próprio Google, O GA4 é uma nova propriedade, ou seja, um conjunto de relatórios e dados associados a um ou mais sites ou apps, para realizar as futuras medições. Dessa forma, as empresas terão mais controle sobre as informações a partir de:

- Coleta de dados de site e apps para mostrar mais informações sobre a jornada do cliente;

- Uso de eventos invés de dados com base na sessão;

- Possibilita o controle de privacidade por meio de medição sem cookies, modelagem comportamental e estimativa de conversão;

- Oferece recursos preditivos sem a utilização de modelos complexos;

- Integra diretamente com plataformas de mídia, facilitando a promoção de ações.

 

A partir disso, podemos dizer que o GA4 foi atualizado para medir e rastrear os dados dos usuários sem ferir as políticas de uso de dados. Além disso, outro passo muito importante, foi a implementação da análise preditiva por meio da Inteligência Artificial (IA), deixando de utilizar os cookies.

 

Diferença Google Analytics Universal e Google Analytics 4

Com o Analytics Universal, os dados eram baseados em pageviews, ou seja, a coleta de informações era feita todas as vezes que a página do site era carregada junto com o código do Analytics. Agora a coleta não é feita dessa forma, o GA4 utiliza a coleta de dados baseada em eventos.

O Inbound Marketing é mais barato e eficiente, saiba como aplicar

O Inbound Marketing é mais barato e eficiente, saiba como aplicar

Esses eventos são todas as interações que os usuários fazem nos sites e apps. Por exemplo, clicar no site, clicar em outra página, pesquisar algum produto, entre outros. Dessa forma, qualquer ação que o usuário exerça dentro do site ou app, a ferramenta considera um evento.

Para isso acontecer, o GA4 já vem com alguns eventos padrões configurados. São eles: visualizações de páginas, rolagens, cliques de saída, pesquisa no site, engajamento de vídeo e downloads de arquivos. Além desses eventos, existem outros diversos eventos pré-configurados que podem ser utilizados para coletar dados.

Outra mudança está na estrutura de conta. O Universal Analytics é separado por conta, propriedade e vista. Já o GA4 utiliza a estrutura de conta, propriedade e fluxo de dados. Com essa mudança, agora é possível medir o fluxo de dados do site, dos aplicativos e site + app.

 

O que vai acontecer a partir de julho de 2023?

Calma, os dados não serão totalmente deletados a partir do dia 1° de julho de 2023. Você poderá acessar os dados do Analytics Universal durante seis meses, mas o Google ainda não passou a data exata, por isso, é preciso ficar atento.

É de extrema importância que você faça a exportação dos relatórios e a coleta de dados, pois após a data que o Google informar, as propriedades presentes no Analytics Universal não estarão mais disponíveis.

Mesmo contas criadas após o lançamento em 14 de outubro de 2020, ainda podem ter sido criadas utilizando a versão antiga do Google Analytics, já que a plataforma estava na versão beta. É preciso verificar diretamente a propriedade e efetuar a mudança manualmente, se for o caso.

 

Afinal, como migrar para o Google Analytics 4?

O Google disponibilizou um passo a passo para ajudar nesse processo. Confira abaixo e clique na etapa que você está com dificuldades para entender melhor como funciona.

1) Verifique a estrutura da conta

2) Crie uma propriedade do Google Analytics 4

3) Crie fluxos de dados

4) Ative as coletas de dados

5) Ative os Indicadores do Google

6) Vincule ao Google Ads: use a ferramenta de migração de links do Google Ads para recriar vinculações do Universal Analytics ou crie novas vinculações do Google Ads.

7) Mapeie eventos personalizados do Analytics Universal para o Google Analytics 4

5) Migre as metas e as conversões do Universal Analytics para o Google Analytics 4

9) Valide e defina lances para as conversões no Google Ads

10) Migre os públicos-alvo

11) Migre a medição de e-commerce

12) Migre os usuários ou adicione novos usuários

 

Como a Labraro pode ajudar

Se o seu negócio ainda não está utilizando o Google Analytics 4, além de outras ferramentas de marketing digital como o Google Ads e Meta Ads, agende uma reunião com nossa equipe.

Independente do objetivo da sua empresa, aqui na Labraro você encontra desde um projeto inicial de marketing digital, criação de site ou e-commerce novos, até trabalhos específicos com mensuração de resultados. Entre em contato conosco!

Fique por dentro das novidades!
Inscreva-se e receba conteúdo sobre Marketing Digital e Vendas.
Sua empresa tem conhecimento técnico de ferramentas modernas?
Ao optar por uma agência de marketing digital, é possível economizar em tempo e recursos, além de ter à disposição uma equipe técnica com experiência em marketing e vendas integrados.

Outras notícias que
você pode se interessar