Conheça 8 ações efetivas de inbound marketing

Conheça 8 ações efetivas de inbound marketing

O marketing de atração é formado por um conjunto de estratégias que ajudam a atrair leads, converter e fidelizar o cliente. Veja um pouco mais no nosso guia completo do inbound marketing!

Seu conceito surgiu nos Estados Unidos e ganhou maior alcance em 2009, com o lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, escrito por Brian Halligan e Dharmesh Shah.

Diferente do marketing tradicional, que impõe publicidade às pessoas, o inbound marketing não vai atrás de clientes, ele utiliza diversos canais como blogs, redes sociais e tráfego pago, para que as empresas sejam encontradas por usuários que demonstram interesse.

Desde o início do contato com a empresa, o usuário é conduzido a percorrer um caminho de relacionamento, chamado de jornada do cliente. Através desse percurso, é possível entender as dúvidas e dores das pessoas para conseguir atender as necessidades do público da empresa.

A partir disso, são traçadas estratégias de atração, conversão, venda, relacionamento, encantamento e fidelização. A fim de, cada vez mais, melhorar a experiência do cliente e captar mais leads.

Confira abaixo algumas estratégias utilizadas no inbound marketing!

 

Para atrair tráfego para o site

Sem dúvidas, um dos principais objetivos do marketing é conectar pessoas. Para isso, existem várias formas de atrair e conectar os usuários com sua marca.

Conseguir se comunicar ativamente com seu público por meio da criação de conteúdos relevantes, como textos em blog, vídeos, infográficos, e-books, posts em redes sociais e podcasts, é uma das estratégias do inbound marketing para atrair leads.

 

Marketing de conteúdo

A estratégia de criar conteúdos recebe o nome de marketing de conteúdo, já que se trata exclusivamente da criação de materiais ricos que ajudam a esclarecer as dúvidas dos usuários.

Quer entender melhor como funciona o marketing de conteúdo? Preste atenção!

Toda vez que você faz uma pesquisa no Google, podem aparecer 4 sites de anúncio nas primeiras posições e outros logo abaixo que apresentam bom desempenho orgânico.

Essas páginas que aparecem de forma orgânica são formadas por conteúdos ricos de informações, que são referências para o mecanismo de busca e pelas pessoas. Quanto mais as pessoas buscarem pelos seus conteúdos, mais o Google ou outra ferramenta de pesquisa, vai entender que se trata de um conteúdo relevante.

Para isso, é extremamente importante que seu conteúdo seja bem estruturado, com informações importantes, links para outros conteúdos relevantes, um bom SEO e diversas outras estratégias que podem ser aplicadas para criar um bom conteúdo.

 

SEO - otimização de mecanismos de busca

Outra forma de atrair tráfego para o seu site é através do SEO (Search Engine Optimization), ou seja, otimização de mecanismos de busca. Essa estratégia é formada por um conjunto de técnicas que ajudam a aumentar o tráfego orgânico de um site.

E mais do que gerar tráfego, o SEO ajuda a melhorar o ranqueamento do site nos mecanismos de busca (Google, Bing, Yahoo! e outros), gerar autoridade para a marca e aumentar o número de conversões.

Algumas dessas técnicas de SEO são: utilizar palavras-chaves corretamente, criar conteúdos com informações completas, relevantes e de fácil entendimento, fazer a otimização de todas as páginas do site, com descrições que ajudam os mecanismos de busca a entenderem do que se trata seu material e links de outros sites para o seu.

 

Tráfego pago

O tráfego pago também é outra forma de atrair visitantes para o seu site. Através da criação de anúncios feitos de acordo com o objetivo da empresa, é possível atrair todos os públicos-alvo de um negócio.

As principais ferramentas utilizadas são o Google Ads, Facebook Ads e LinkedIn Ads, além de outras como Bing Ads, Taboola e Outbrain. Todas as plataformas permitem a segmentação por localização, interesse, gênero e idade, permitindo atingir o público certo.

No Google Ads, por exemplo, é possível criar campanhas de search (anúncio de pesquisa), campanhas de display (anúncio em banners em sites, blogs e canais parceiros), campanhas de vídeo, campanhas de shopping, campanhas para apps, campanhas locais, campanhas inteligentes e max performance.

 

Para converter visitantes em leads

Depois de atrair os usuários para seu site, é hora de transformá-los em leads. Para isso, a melhor forma de fazer os visitantes executarem uma ação de conversão é através de CTAs e landing pages. Confira abaixo!

 

CTA - Call-to-action

CTA significa chamada para ação, ou seja, assim como o próprio nome diz, é uma forma de levar o usuário a realizar uma ação. Ele pode ser feito por uma chamada visual ou textual, sempre com o objetivo de fazer o visitante partir para o próximo passo da jornada do cliente.

Existem várias formas de fazer um CTA dentro de um site. Ele pode direcionar o visitante a outro post relacionado, a uma landing page que oferece um e-book ou outro material rico de informações.

Essa é uma ferramenta muito importante para converter visitantes em leads!

 

Landing pages

Uma landing page nada mais é do que uma página externa ao seu site, que leva o visitante ou cliente a realizar uma ação específica, como fazer um cadastro para baixar um material, fornecer dados para participar de um evento, entre outras ações.

As landing pages geralmente são o destino depois de um CTA, como mencionado acima. Por exemplo, você vê uma chamada falando “Baixe agora mesmo nosso e-book”. Ao clicar, você cai numa landing page de cadastro para fornecer os dados e receber o material.

Essa combinação é uma das formas de transformar os visitantes em leads.

 

Para nutrir a lista de leads e criar oportunidades

Agora que você já transformou os visitantes em leads, é hora de criar oportunidades para preparar o momento de compra. A melhor forma de fazer isso é criando um relacionamento com o público por meio de e-mail marketing com conteúdos relevantes, com promoções ou outras formas de aproximar o lead da sua marca.

 

E-mail marketing e fluxo de automação

Essas estratégias, além de apresentarem baixo custo, são muito importantes para criar o relacionamento com os leads.

O e-mail marketing consegue oferecer produtos de interesse de cada um dos públicos-alvo do seu negócio, além de conteúdos novos, materiais para download e outros

O fluxo de automação, por sua vez, ajuda a nutrir os leads que estão na base de dados do negócio. É possível criar fluxos para cada uma das personas, para cada um dos momentos da jornada de compra ou de acordo com cada objetivo da empresa.

Os fluxos ajudam a evitar erros na hora de enviar e-mails promocionais e a não distribuir muitos e-mails aos leads, já que isso pode fazer com que o número de descadastro cresça.

 

Para preparar os leads a realizarem a compra

Na hora de preparar os leads para realizarem o ato de compra, o lead scoring e o CRM são grandes aliados das empresas. Veja como funciona cada um deles!

 

Lead scoring

Lead scoring significa estratégia de pontuação de lead, em português. Por meio da ferramenta de automação de marketing, é possível classificar e pontuar os leads de acordo com o momento de compra em que ele está.

O resultado dessa pontuação é o que determina qual fluxo de automação será ativado para aquele determinado lead. Isso faz com que cada um siga por uma jornada diferente, sempre de acordo com a classificação.

 

CRM - Gestão de relacionamento com o cliente

CRM significa Customer Relationship Management, ou seja, é a gestão de relacionamento com o cliente. Mais do que uma plataforma utilizada, é um processo 360° de gerenciamento e análise das interações com os clientes, com integração de vendas, marketing e atendimento.

O CRM permite o armazenamento das informações dos leads e clientes, como nome, cargo, e-mail, telefone, endereço e qualquer outro dado fornecido para a empresa.

Também é possível observar qualquer interação que ele teve com o negócio, quais são os meios que ele entra em contato, quais são as preferências de compra e muito mais.

Essas estratégias são muito importantes para gerenciar os clientes, traçar exatamente quais são as personas do seu negócio, além de melhorar o relacionamento com o público.

Lembre-se que depois de efetuar a venda, também é preciso manter um bom relacionamento com o cliente e um bom pós-venda!

 

compartilhe

Outras notícias que
você pode se interessar

enviar
19 3846.1408
Vinhedo/SP
política de privacidade